SOBRE OS CÓRTICES

Este é o segundo de uma série de 7 posts sobre o ACESSO do BodyTalk, um curso que eu ensino e no qual acredito muito como ferramenta de autocuidado (e autoconhecimento).


Quando eu ensino o Acesso, eu gosto de trazer a ideia de organização interna, porque esse conceito faz muito sentido para mim. Qualquer coisa funciona melhor se estiver organizada, certo? E o corpo precisa de um mínimo de organização para poder se virar sozinho com as centenas de milhares de funções que ele foi projetado para desempenhar.

Pois bem!

CÓRTICES é o nome da primeira técnica da rotina do Acesso. Ela vem primeiro porque prepara e organiza o CÉREBRO e o SISTEMA NERVOSO para receberem todos os ajustes das técnicas que virão depois. Seu nome deriva do plural de córtex - neste caso, estamos trabalhando os córtices cerebrais. No curso, nós ensinamos a aplicação dela logo no início, e encorajamos os alunos a ensinarem Córtices para geral. :)

A ideia por trás dos Córtices é simples: o cérebro recebe e executa ordens o tempo todo, certo? Ele está envolvido no processamento sensorial, na resposta motora, nas funções autônomas, no equilíbrio hormonal, na qualidade do foco e aprendizagem etc. Então nós queremos que ele esteja bem organizadinho, sem muitos “curto-circuitos”, tanto na vida diária quanto para a eficácia do próprio Acesso. Pense no efeito desta técnica como o que acontece com o cérebro depois de uma boa noite de sono. ;)

O John Veltheim, que é mestre em simplificar o que é complexo, percebeu que havia uma forma de encorajarmos no cérebro, com o uso das nossas mãos e alguns toques suaves, o mesmo resultado que os aparelhos de emissão de ondas cerebrais: a melhoria da comunicação entre os dois hemisférios cerebrais e entre todas as suas estruturas. Então a gente começa com isso e vai em frente!

Córtices é a base de 3 das 5 técnicas do curso, além de ser a principal ferramenta do Socorro Rápido (falarei sobre isso no último post). E assim como toda a rotina do Acesso, quanto mais você aplica Córtices, mais eficientes e mais duradouros são os seus efeitos.

VK


Compartilhe: